Canil Municipal é alvo de denúncias

O canil municipal tem sido alvo de denúncias de munícipes que se compadecem do tratamento (ou a falta dele) dado aos animais recolhidos das ruas.

Segundo os denunciantes, recentemente uma égua apreendida causou transtornos, porque foi atacada pelos cães. Não há também medicamentos suficientes e animais doentes estão morrendo.

A Associação Protetora dos Animais “Anjos sem Asas” (AAPSA) também denunciou que alguns animais estão sumindo misteriosamente do Canil. O último que sumiu era de grande porte (como se pode ver na foto). “Quando se pergunta aos funcionários o que está acontecendo, ninguém sabe de nada. Agora temos fotos de todos os animais que lá estão e todos os dias vamos lá, ver se algum sumiu”, diz um membro da Associação.

A Associação informa também que tem arcado com o pagamento de dois veterinários, num total de quase 800 reais e que querem ser reembolsados pelo município, em solicitação feita através de ofício.

Em reunião com a prefeita Janete Pedrina de Carvalho Paes, no dia 22 de fevereiro, o presidente da Associação Protetora dos Animais “Anjos sem Asas” (AAPSA) Tiago Gonçalves Ferreira e outros membros da Associação, relataram que o Canil Municipal (à época da reunião) estava com super população. A associação solicitou ajuda da prefeita no sentido de que fosse contratado ou terceirizado em caráter de emergência um veterinário, medicamentos para tratar animais doentes, entre outras urgências para melhor atender a demanda do Canil. (Matéria veiculada no blog http://reporterpilardosul.blogspot.com.br)

Segundo as denúncias ao “O Jornal”, há incidência de contaminação com o vírus da cinomose, os animais que estão no Canil estão morrendo sem o tratamento adequado.

Os denunciantes esperam que as autoridades competentes tomem as devidas providências.