Flash

“Em se plantando tudo dá” (Pero Vaz de Caminha)

No muro do quintal de Maria Benedita de Oliveira Leite, numa pequena fresta com o muro do vizinho, um broto apareceu. Os dias passaram-se e uma bela moranga, encarapitada sobre o muro, vingou e cresceu. A força da semente mais a bondade da Natureza prevaleceram sobre o cimento… E o quintal da Dona Dita (como chamam a moradora) abrigou, ainda que por pouco tempo, a orgulhosa planta a exibir seu rebento!